Follow by Email

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Poema que fiz: Olhei pra frente, olhei para ser feliz pra sempre finalmente.

chame as pessoas para verem
os fogos lá no céu
a minha felicidade está quase completa
as luzes da cidade me iluminaram
sem ter medo da chuva eu caminho
pelas beiradas da rua eu cada vez mais me ensino
sem diferenciar o que é bonito, e nem diminuir pela aparência
fui visto como herói por muitos
tão pouco julgado, mas as vezes queria ter sido
não esquecido, apenas ter sido lembrado
de tanto desejar as coisas, eu me perdi
suas mãos eram o meu refugio
na minha casa eu me escondia
não era bem o que eu queria
no relógio eu sabia
só mais algumas horas para a rotina
céu nublado mais uma vez
mas eu sabia que você iria passar pela rua
já tenha neve sobre a calçada
as crianças brincavam
tocaram neve em seu casaco
eu corri para limpar ele
mas você tenha sumido, ou eu tenha sonhado
talvez por alguns segundos fingi não ser eu
para que você notasse
eu queria que fosse um sonho
mas realmente não era como eu tenha planejado
e você já estava de mãos dadas
foi difícil no começo
mas eu sei disfarça
recebi alguns bilhetes
neles diziam
isso o tempo vai curar, seja feliz
mais quem disse que eu não sou?
eu apenas guardei o que era bom do passado
dentro de mim para sempre
aprendi a não viver mais isso
pois jogando a escuridão sobre aquele mesmo lago
que nós nos conhecemos
eu chorei por não ter mais volta
e foi lá que a ultima ferida foi curada
a vida é maravilhosa e também tão triste
pros que sabem que ela é uma luta
aonde apenas viver olhando pra trás é um erro
e caminhar olhando pra frente não vai ter tantos obstáculos
olhei pra frente.



sexta-feira, 4 de julho de 2014

Poema que fiz: "Foi com um abraço que tudo começou"

Eu perdi, mas achei forças e levantei
Esperei o outro dia chegar pra ver você, e não lamentei
Fingir sentir a brisa do mar, e fiz de conta que descansei
Imaginei que era tudo alegria, mas vi que apenas sonhei
Posso ser o melhor em não fingir,mas ainda penso em você
Para o mundo você disse, ''Não serei mais de ninguém''
Com calma eu apenas sorri, e me aproximei
Não se atire de ponte, não seja apenas um outro alguém
Que vai se magoar a toa pensando que tudo e todos são iguais
Eu não disse nenhuma palavra, não prometi ter segredos
Não virei as costas nos momentos difíceis
Não temerei o medo
Foi com um abraço bem forte e depois um beijo
Que você notou que minhas mãos eram enormes
E conseguiam proteger as suas
Que a minha sombra te protegia contra a chuva
Que apenas não te deixar descalça te deixaria segura
Que si eu mostra que estou seguro em frente seus amigos
Te deixaria sem feridas
Mas o mais importante viria
Você não precisa dizer ou escutar um "Eu te amo"
Para se sentir amada
Basta fazer disso tudo um novo momento
Para que dai sim a realidade se torne uma linda História...

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Poema que fiz: ''Nunca é tarde para recomeçar''



Abri os olhos
vi que havia uma fumaça lá distante
a sirene tocou para acorda o que tenha se esquecido
o vento soprou tudo que havia se perdido
as medalhas caíram do quadro da família
a espada cortava fundo, tão fundo ao ponto de magoar
feita de palavras escritas em cartas para me consolar
dias nublados estão vindo
queimando até o mais belo jardim
por favor chuva caia, traga a solução, a cura
pegue em minha mão dolorida, toda suja
deixe as diferenças de lado, seja o  remédio  mais eficaz contra a ferida
a estrada cheia de buracos é a minha saída
abro ao meu whisky favorito
e digo adeus ao meu melhor amigo
visto roupas dadas de graça, sem serem coloridas
queria que tivessem a mesma cor de seus olhos
azul cor do mar
daquilo que era bonito, daquilo que eu tenha esquecido
minha armadura feita de orgulho é tão resistente
resiste até o mais belo sorriso
já perdi as horas tentando curar meu frio
ascendi uma fogueira para fazer companhia a lua
lembro quando seu pai te xingou pela primeira vez
não se entregue tão fácil, sem ter algo em troca
não quero pensar em mais jogos
a vida sem lápis para colorir é tão chata
mas corro ao amanhecer
sim já amanheceu pra nós
vejo a placa avisando, mas meus olhos estão embaçados
cheguei perto, nela dizia
‘’ fique longe de abismos, fique longe das pessoas’’
seria um aviso por manter firme tantas culpas
mas descobri que a placa não foi feita para mim
e sim quando me virei e vi pessoas me olhando
a primeira lágrima caiu
depois de tanto tempo sendo a sombra
queria ser como elas são
todas me olhando sem choro, sem culpa
e sim com aquilo que se diz firme, ser a solução diante a solidão
com o som  mais belo do piano
tocado para lembrar os mais belos versos que lembravam você
tantas histórias eu vivi
mas reparei que vivi dentro de um labirinto
sem o botão certo para mudar  TV
sem ter a voz que vai te chamar pra te dizer que eu estou aqui
você não sabe como é difícil ser o que você espera que eu seja
cheguei depois de anos no local onde fui deixado
vi o que você tenha escrito
‘’o tempo vai passar, e eu nunca vou desistir, o mundo pode acabar
mas para mim não terá fim, se eu tiver de mãos dadas com você’’
foi isso que me trouxe aqui, ainda estou vivo
e hoje vejo você lá de longe
mas ainda consigo sorrir
tão cruel esse tempo que nunca para
fez do meu erro uma lição
sem precisar viver do perdão
e ter a mente limpa sobre a liberdade, e não fazer da mente uma escravidão
pois todos erram, e desistir, só desistem aqueles que são fracos de coração
pois eu não desisti de você.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Poema que fiz: ''Lutar pelo que se acredita''



Passos longos direto ao abismo
ver o sol daqui eu não mais consigo
as correntes feitas de apenas palavras, elas me seguram
no jarro eu tenha guardado
o que eu imaginava ser um pensamento, uma carta, um passado
onde o mundo pararia quando eu passasse
se eu sentisse frio alguém correria para me abraçar
mas eu sou tão tolo
fui julgado, apedrejado, quase humilhado
por apenas ser humano, por apenas ter erros
por apenas ter sonhos
por apenas ser diferente, ser eu mesmo
se um dia eu cresci foi por você
se um dia eu sorri foi por você
se um dia eu chorei foi por você
se um dia eu lamentei não foi por você
pois  estar vivo as vezes não é a mesma coisa que estar
digo e vivo tudo isso
porque acreditei em quase tudo que você me disse, me ensinou
me fez acreditar, me fez viver, foi o farol a me guiar
na paz eu tento achar a cura
mas não fui feito de rocha
eu deixo sim a chuva me molhar
errei ao  tentar me enganar, ao tentar te enganar
a não dizer pra sua turma de amigos
que eu fui feito pra te amar
que ao pegar o violão e tocar a sua canção
te deixava mais divertida
que o orgulho se tomava tão pouco quando se dava um beijo
a tatuagem era escrita com as mais belas frases
não era sobre o corpo
era sobre a alma
que foi levada por mim a todos os lugares
penso  em você, e é sim para sempre
mesmo que a escuridão venha a me cegar
pois não posso mudar o tempo que passou
mas admitir que estou aqui para viver, e sentir que estou vivo outras vez, já é algo
pra escrever na parede por onde você passa todos os dias
sei que você vai notar
sei que vou caminhar pelo mesmo caminho
pois toda vida tem um fim
mas quando se ama de verdade, os erros, o fim
se tornam tão pouco...

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Poema que fiz: ''Viva o hoje, seja sua própria história''



As vezes nascemos com a esperança de mudar o mundo
é isso que dizem as pessoas que mal nos conhecem, mas já nos ama
dizem que conserta as coisas é simples, são  apenas dizer palavras bonitas
que perdoar não é errado, errado é se esconder, fugir para outro lado
ganhei um relógio antigo do meu avô
nele tenha um retrato do laço do amor que ele criou
antes de ir para guerra segurei forte sobre minhas mãos
como se pedindo para que isso corasse tudo que não fosse bom
mas eu estava errado...
as vezes nascemos para apenas curar cicatrizes
causadas por apenas ter esperanças
ter altas expectativas
para correr e ter alguém para nos salvar
a vida tirou meus olhos, meus ouvidos, o meu andar
mas não vi pessoas chorando
vi pessoas sorrindo me dizendo
você vai conseguir, isso você vai mudar
na hora pensei que podia ser um dragão
e sobre o céu voar
sem assustar as pessoas com minhas asas, com a minha sombra na terra
mas sim causar o bem com que há de bom tanto na lua, no sol, ou no mar
ter um corte no rosto ou do lado do corpo
de algum acidente, de alguma forma
sem pessoas para me julgar
mas eu me esqueci já sou humano
e não posso dizer quem eu sou sem ao menos tentar agradar
então era isso que meu avô dizia
mantenha distância das sombras
pois atrás delas se escondem pessoas
que de alguma maneira vão querer te machucar
a vida não foi apenas feita de heróis
existe o mal, para que o bem venha e com ele possa acabar
e hoje estou longe de palavras sabias
pois a vida passa, mas o que não passa é vontade de viver
de fazer tudo que eu não fiz
sem ter alguém que possa me barrar
que possa me dizer você não vai conseguir
mas sem abrir a boca e dizer qualquer palavra
caminho em que a distância pode ser longa
aonde não alcance aquelas voz negativa de derrota
pois sim sou diferente, mas tenho um coração
e as nuvens não são negras
e as arvores já dão frutos
e eu to aqui vivendo e  vendo,  aquilo que meu antigo sábio me disse
a força vem do coração e logo ela da força pra alma
sem as lágrimas de dor, e sim das vitórias
você já ganhou o maior presente
ter um objetivo para viver
então vá em frente
pois quem vive a vida de outros
se tornam sombras diante a farsa
pois ser diferente em tempos de hoje
já é uma vida, já é uma nova e boa história...

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Poema que fiz: A vida é feita de escolhas.



Vem frio por ai
levanto do sofá vou até a varanda e suspiro
algo que as vezes eu não consigo explicar, mas consigo sentir
em uma pausa do senhor do tempo me vejo perdido
por alguns segundos fujo de mim
os sentimentos estão indo embora, querem ser escondidos
mas as nuvens no céu se abriram
corra, me abrace forte
acordar pela manha e ver o seu sorriso é tão lindo
as vezes escrever o que sentimos é tão bobo
mas é uma raridade, já é um carinho
é como receber um beijo roubado
não se sabe a hora, nem o que me espera
mas se for a pessoa certa, será único, será bonito
as notas do violão refletem a sua beleza
pois essa canção que eu escrevo é pra você guarda em sua gaveta
quando seus pais disseram eu não garanto que você será feliz, mas tem minha bênção
foi quando meu óculos caiu no chão
escorregou para seu tapete com minhas lágrimas junto
seu vestido era tão lindo
azul como a cor do seus olhos
e eu todo apavorado sem ter nem um carro, nem um trocado
mas você fico feliz só de pegar na minha mão
agarrou tão forte que senti suas unhas falando por si só
viajei para outro mundo ao ver seu sorriso
então eu grito
sou feliz por tentar, não por ser mais um apenas no mundo
sou aquele como a música tão linda
que você não cansa de escutar
então nunca vou deixar de sorrir, de cantar
vou dizer agora para quem eu amo
que podemos sim ser uma família viver em paz
pois nem tudo se vê por fora
as vezes vivemos a vida de outros para perceber o quanto podemos ser fortes
sem críticas, sem diferenças
sem guerra, sem violência
apenas saber amar quem nos ama
pois a chuva pode ser fria mas não feia
pois se você tiver lá me olhando
eu estarei me molhando
para comprar o seu café que tanto gosta
pois vamos correr juntos até o fim da nossas vidas
pois a vida é feita de escolhas e não de duvidas
e eu escolhi você.